Detalhe Notícia

02-06-2018
Como influenciar

O “cristão como influência” foi o tema de fundo da reunião de homens, que se realizou paralelamente à conferência de senhoras, e que teve lugar no auditório da Escola Secundária José Estêvão, em Aveiro. As áreas abordadas por Samuel Antunes, neste encontro, centradas na influência, foram as relativas ao passado, ao ensino e à fé.

De que forma? O Pastor Samuel Antunes salientou que “a construção do futuro é feita no presente com base nas lições do passado”. Explicou ainda que “as experiências do passado mudam-nos, fazem-nos mais fortes e dão-nos ferramentas para enfrentarmos o futuro”, usando o exemplo de Davi, que depois de ter vencido o leão e o urso, creu que Deus também o ajudaria a lutar com o gigante Golias.

Podemos exercer influência pelo fomos ou somos, defendeu, tendo Estêvão por exemplo, que “foi escolhido pela sua reputação” e que “ao morrer pela fidelidade à causa de Cristo, impactou Paulo”, que se converteu a Jesus. Por isso, “não sabemos o quanto o nosso viver pode influenciar outros”, argumentou Samuel Antunes.

Quanto à influência exercida através do ensino, declarou que os pais devem dar a máxima importância à educação dos filhos, pois “eles sempre aprendem”, dado que “as crianças aprendem com o que veem, com as experiências que os pais têm com Deus e como estes lidam com as dificuldades”.

Na fé, podemos influenciar com a nossa confiança, sendo que, afirmou Samuel Antunes, “a esperança do crente e a razão da sua confiança é o Céu”.

A Conferência das Beiras encerrou juntando, na igreja, em Aveiro, os participantes das duas reuniões, homens e mulheres. As crianças que estiveram à parte, numa sala, com uma equipa a eles dedicada, enquanto decorriam as conferências, mostraram, no final, as atividades desenvolvidas nesse período e cantaram o corinho “Posso todas as coisas naquele que me fortalece”. Uma bela maneira de terminar o dia…