Apresentação

Antes da autonomia

As notícias mais remotas da presença da Assembleia de Deus na região aveirense vêm do ano de 1927.

Efectivamente, no ano de 1927 chegou a Esgueira, de onde era natural, vindo do Brasil, o irmão Manuel Rodrigues e família que, naquele país se havia convertido ao Senhor, sendo membro e presbítero na Assembleia de Deus em Belém, Pará.
Acompanhava-o o seu cunhado Manuel Ribeiro, igualmente convertido, sendo membro e diácono da mesma Igreja.
Imediatamente iniciaram a evangelização em Esgueira, incidindo o seu interesse, especialmente, na família. Assim, o irmão Manuel Rodrigues ganhou para Jesus os seus pais Júlio Maria Rodrigues e Luíza Rodrigues, que vieram a ser os primeiros crentes baptizados e, por consequência, os membros números 1 e 2 da Assembleia de Deus em Esgueira.
Durante o tempo da sua permanência continuaram evangelizando e outras pessoas se converteram a Jesus e, quando a família Rodrigues regressou ao Brasil, já havia um número razoável de crentes, alguns dos quais ainda entre nós, pois eram crianças.

Com o seu regresso a assistência espiritual fica a cargo do missionário José de Matos, que na época era Pastor da Assembleia de Deus em Portimão (Algarve), donde se deslocava periodicamente, apesar da grande distância, dando ensino aos crentes e evangelizando.
Esta assistência foi pedida pelo presbítero Manuel Rodrigues ao Pastor José de Matos, antes do seu regresso ao Brasil.

Esta congregação tinha a sua Casa de Oração na Rua General Costa Cascais, em Esgueira, prédio que era propriedade da família Rodrigues, que mais tarde doou para a Igreja.

Missionários e Pastores das Assembleias de Deus em Lisboa e Porto, deram assistência espiritual em visitas e estadias breves. Foram eles: Rogério R. Pereira, Alfredo Machado, Durval Correia, Jack Holger, Samuel Nistron e Tage Stalberg, entre outros.

Assim nasceu e cresceu a Assembleia de Deus em Esgueira, até que na segunda metade dos anos 30 se fixou como Pastor o irmão Jaime Figueiredo, que cumpriu o seu ministério até 1944, segundo se pensa, e se conclui, de escritos nos Novas de Alegria.
Desde o início funcionou nesta Igreja a Escola Dominical para ensino das crianças filhas dos novos crentes.

Como, entretanto, se estabeleceu a Igreja Assembleia de Deus em Águeda, a Igreja de Esgueira passou a ser uma das suas Congregações, em data que não se consegue precisar.
Com o estabelecimento da Assembleia de Deus em Aveiro, a congregação de Esgueira viria a fazer parte integrante desta Igreja.